Browsing Tag:

Relacionamento Abusivo

Série sobre Relacionamento Abusivo no canal

Posted in Relacionamento Abusivo, Relacionamentos
on November 22, 2017

Oi, gente!
Estou compartilhando com vocês as experiências que eu tive em um relacionamento abusivo.
São 3 vídeos de uma série que fiz com todo o meu amor pra que você possa sair disso também.

O primeiro episódio:

Aqui estão alguns links que me ajudaram:

57 comportamentos que identificam relações abusivas
As 3 fases de uma relação tóxica
Ele nunca me bateu

E o link que utilizei pra me ajudar na produção do vídeo. Às vezes não consigo me expressar direito e é muito bom quando alguém faz isso por você.

15 sinais de um relacionamento abusivo

Como lidar com o término do Relacionamento Abusivo

Posted in Relacionamento Abusivo, Relacionamentos
on September 8, 2017

Esse mês eu completei um ano que sai de um relacionamento abusivo e as últimas semanas tem sido de muita reflexão. Há alguns meses comentava que não era fácil e ainda não é, mas quero compartilhar algumas coisas que aprendi durante esse tempo:

  • Sair de um relacionamento abusivo é uma das coisas mais difíceis que existem. Você fica preso dentro de uma realidade e não consegue enxergar outros caminhos. Você fica confortável naquela situação, mesmo sabendo que não é boa, mas quando você sai e vê pelo lado de fora percebe o que realmente vivia.
  • Não julgue uma pessoa que está vivendo algo assim. Ela não tem culpa, não sabe o que está acontecendo de verdade e, por incrível que pareça, ela não vê do mesmo jeito que você.
  • Pra terminar um namoro abusivo você TEM que cortar TUDO. Ser uma pessoa “horrível”, bloquear, cortar contatos, familiares, amigos, tudo que você precisar. Pedir pras pessoas não citarem o nome dele(a) e nem comentar N A D A sobre o assunto. Deixe que você viva o seu momento de luto, de término.
  • Não saia colando uma relação na outra. Não vale a pena, não te fará bem. A única, ÚNICA PESSOA que realmente IMPORTA é você. Cuide-se bem, volte a fazer o que você gosta, saia com os amigos, mas não fique pensando em já se relacionar com outros.
  • Saiba que a partir do momento que você decidir contar ao mundo o que você vivia você será EXTREMAMENTE julgada. A sociedade não é legal com as mulheres e você sempre será a culpada. Ao invés de perguntarem “por que ELE fez isso com você?” irão te perguntar “mas por que você aguentou isso? por que você continuou? por que você deixava ele fazer essas coisas com você?”. SEMPRE tentam colocar a culpa na pessoa mais fraca, mais sensível, e você terá que lidar com isso, infelizmente.
  • Eu achava que estava sozinha, mas contei com o apoio de amigos e da minha família, que estenderam a mão de uma maneira que eu não imaginava. Abra o seu coração para eles, mesmo que haja algum julgamento. Explique o que é um relacionamento abusivo, gaslighting, mansplaining, tudo que faça parte desse universo, mas que irá ajudá-los a lidar com você.
  • Existe, sim, vida após um relacionamento abusivo. Sou prova viva disso. Meus últimos meses têm sido MARAVILHOSOS. Minha carreira está incrível e eu tô cada dia mais confiante e bonita.
  • Dê tempo ao tempo. Fale sobre isso abertamente quando você estiver preparada. Eu ainda tenho dificuldade em conversar sobre isso com outras pessoas.

Você consegue sair e você consegue dar a volta por cima, sim.

Viver e sair de um relacionamento abusivo foi e continua sendo uma das piores e melhores coisas que aconteceram comigo. Eu nunca imaginei que aconteceria, mas aconteceu. Hoje eu sou extremamente cuidadosa com quem me relaciono.
Eu sou muito grata, porque criei um senso crítico muito bom, uma maturidade que nunca tive. Já cortei pessoas por atitudes que antes eu não consideraria algo tão grande, mas que hoje já me faz enxergar quem a pessoa é.

Se relacione com um homem (ou uma mulher) que te faça sorrir, que te respeite, que escute seus sentimentos, não te julgue, te apoie, te coloque pra cima. Que peça desculpas quando fizer alguma coisa que te magoou, te procure quando perceber que você está chateada; que te traga mais felicidade que qualquer outra coisa. Se relacione com alguém que te ama do jeitinho que você é. Com o cabelo vermelho, roxo ou rosa, com a cara inchada, de batom vermelho, com roupas de tia ou sainha curta.

Você merece se colocar no topo. Você merece uma pessoa que vai saber o seu valor e que vai sempre te lembrar disso (mesmo que você não precise, né, porque você já faz isso sempre).

E, por favor, a coisa mais importante: o que a pessoa diz sobre os outros diz muito mais sobre ela que os outros, entendeu? Preste atenção em como o homem trata as mulheres da vida dele, o que ele fala dos amigos quando não está com eles, o que ele fala das ex namoradas e outros relacionamentos.

E se um cara ou amigo começar com o papo que a ex é doida, maluca, escandalosa e causou na vida dele, ó, aconselho afastar. Apoie a outra mulher, não a critique. Fique do lado de quem você pode compreender mais que um homem. Se uma mulher falar pra você que viveu um relacionamento abusivo, mesmo que seja com aquele amigo ou cara que você sempre achou um fofo, acredite NELA.

Vou deixar aqui três links que guardo com muito carinho que me ajudaram DEMAIS na época que decidi terminar.

http://www.psicologiasdobrasil.com.br/57-comportamentos-qu…/

https://osegredo.com.br/…/as-3-fases-de-um-relacionamento-…/

http://www.huffpostbrasil.com/…/ele-nunca-me-bateu_b_878729…

Texto originalmente publicado no Facebook. Mesmo com os meses passando, as reflexões continuam as mesmas. Me siga por lá também!

Imagem: Jacob Culp